quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Capitulo 58


(Diana)

Eu olhei em volta e estava tudo com os olhos postos em nós.Bem que tentava falar, mas as palavras não saiam.


Rúben-Por favor dá-me uma reposta.



Diana-Sim...sim!-ele sorriu,deu-me um beijo no canto dos lábios.



Rúben-Amo-te.



Nuno-Diana.-ouvi pelo meu auricular.-Então isto foi um pedido de casamento?-por mais que quissese "esconder" o que tinha acabado de acontecer ,era impossível o fazer. 




Diana-Parece que sim.



Afonso-E a resposta foi um sim?



Diana-Foi.



Nuno-Então parabéns.



Afonso-Parabéns,agora achas que consegues continuar o relato?- deu algumas gargalhadas.



Diana-Claro,claro.



Continuei a fazer o relato com um sorriso na cara que mostrava tudo o que eu sentia.Pouco depois acabou a primeira parte foi para oa balneário.Os membros da equipa da BenficaTv deram-me os parabéns, e até os adeptos que estavam atrás de mim o fizeram.Disse apenas um "Obrigado" e sorri.Durante tanto tempo tive duvidas de dar este passo,e agora que foi feito desta maneira tão inesperada,sentia-me nas nuvens.As equipas voltaram e acabaram o resto do jogo.O Benfica ganhou o jogo,e assim que o árbito abitou o Rúben veio ter comigo.Dei o microfone,o ariculador e o passe que tinha ao pescoço ao Pedro.Olhei para a frente e já vinha o Rúben na minha direcção.Chegou perto de mim e beijou-me mas separei as nossas bocas.



Diana-Amor aqui é melhor não.Temos esta gente toda a olhar para nós.




Rúben-Desculpa.Ainda nem acredito que aceitas-te.




Diana-E eu nem acredito que tu fizes-te aquilo.És mesmo maluco.



Rúben-Eu amo-te,não ia  te pedir em casamento aqui.Mas as coisas correram sem eu planear,olhei para ti e tive de vir ter contigo.



Diana-sorri.-Agora vamos embora , que isto de ser o centro das atenções não é para mim.-entrelaçei a minha mão na da dele e fomos para perto balneários -Não demores muito.



Rúben-Vou  tomar duche e vai ser rápido.



Diana-Está bem  vou estar á tua espera.-beijei-o.



Rúben-Não te dei um anel ,mas dou-te a camisola do jogo de hoje.-tirou a camisa e deu-me esta.



Diana-Obrigada amor.-coloquei a minha mão no seu rosto e beijei-o.-Amo-te.



Rúben-Também te amo.-deu-me mais um beijo e foi para os balneários.Estava perdida nos meus pensamentos quando falaram comigo.



Jorge Jesus-Deve dar-lhe os parabéns.Certo?



Diana-Pelo que parece ,sim.



Jorge Jesus-Muitos Parabéns neste caso.-deu-me dois beijinhos.



Diana-Obrigada.



Jorge Jesus-De nada.-sorriu.-Agora tenho de ir para a conferência.Adeus.



Diana-Adeus.



Fui para a garagem e o meu telemóvel tocou.Era a Filipa.



Diana-Sim?


Filipa-Ai mulher parabéns!



Diana-Obrigada,mas como é que sabes?



Filipa-Talvez porque o pedido foi feito em plena TV.



Diana-É verdade...




Filia-A tua cara Diana,eu até gravei.



Diana-Que parva.Eu fiquei surpreendida,querias o quê?!Olha que depois quero ver.



Filipa-Eu mostro-te ,podes ficar descansada.Estou muito contente por
ti.



Diana-Obrigada.Espero aí que estão a telefonar-me.



Filipa-Deve ser mais alguém para te dar os parabéns.



Diana-Vou descobrir.Beijinhos e obrigada.



Filipa-De nada.Beijos.



Desliguei,e o meu telemóvel voltou a tocar.



Diana-Sim.


Mafalda-Diana!



Diana-É pá,não telefones para mim e depois começas a gritar.



Mafalda-Há tanto tempo que estou a tentar falar contigo.



Diana-Estava a trabalhar ,e agora estive a falar com a Filipa.



Mafalda-Mas tenho uma coisa para te dizer,parabéns!



Diana-Obrigada.A Filipa disse que eu fiz cá uma cara.



Mafalda-Foi lindo.Quem estivesse a ouvir o relato pela BenficaTv, ouviu ele a fazer o pedido.Mudei logo para sportTv para ver a tua cara e foi de morrer.



Diana-Fiquei surpreendida,apenas isto



Mafalda-Aceitas-te, o que significa tenho mais um casamento em mãos. 



Diana-Hey calma aí.Agora tratas do da Filipa ,e só depois ,e sem pressa nenhuma tratas o meu,e estou a ser tua amiga.Que eu não tenho a pressa que a menina Filipa tem.Quero aproveitar.



Mafalda-E como é o anel?



Diana-Que anel?



Mafalda-Do pedido.



Diana-Não houve anel.Ele deu-me a sua camisa que usou no jogo.-olhei
para esta ,que estava nas minhas mãos.



Mafalda-Isto é fofo.Mas vai haver anel?



Diana-Sei lá,nem me interessa.



Mafalda-Ai que ela está apanhadinha.



Diana-Pois estou, e não tenho problemas em o admitir.E agora estou à espera do meu homem.



Mafalda-E eu à espera do meu.Que está mais perto de ti do que de mim.



Diana-E que esteja,podes ficar descansada que não tenho interese nenhum.



Mafalda-Acho bem.Xauzinho e muitos parabéns minha querida!



Diana-Adeus e muito obrigada.


Desliguei e fiquei à espera do Rúben.





(Rúben)
O pedido de casamento à Diana fui algo que eu ia fazer hoje.E foi por isto que pedi a ajuda à Filipa.Não estava planeado ser no meio do estádio da Luz.Mas quando marquei e olhei para ela fez todo o sentido em o fazer.Fiz o pedido sem ter a certeza da sua resposta.Sabia que ela agora via o casamento com outros olhos.Mas não tinha a certeza do "Sim".Como não lhe fiz o pedido com o anel decidi dar-lhe a camisa que tinha usado no jogo.Deixei ela perto dos balneários,e fui rapidamente tomar banho.Assim que entrei no balneário começaram logo as conversas.Não dei continuação a estas e tentei despachar-me.Estava a vestir-me e o Duarte chamou-me.


Duarte-Mano a Filipa quer falar contigo.-lembrei-me que tinha de lhe ligar, e com esta pressa toda tinha-me esquecido.-Toma.-passou-me o seu telemóvel.



Filipa-Então fizes-te o pedido antes do tempo,e não me atendes o telefone!



Rúben-Desculpa.E sim fiz o pedido antes.E está tudo pronto?



Filipa-Claro,está tudo pronto.Não vão demorar muito, pois não?


Rúben-Daqui a uns vinte minutos estou em minha casa.Já saíste?


Filipa-Estou a entrar no meu carro.



Rúben-Óptimo.



Filipa-Então que corra tudo bem,e agora faz as coisas como deve ser.



Rúben-Podes ficar descansada que vai ser perfeito.Adeus.



Filipa-Xau.-passei o telemóvel ao Duarte peguei na minha bolsa e fui embora.Quando cheguei ao paque de
estacionamento vi a Diana estava ao telefone.Cheguei perto dela e dei-lhe um beijo na bochecha direita.Ela olhou para mim e sorriu.



Diana-Está bem,amanhã falamos.Adeus.-desligou o telemóvel.-Era a -nem deixei ela terminar colei os nossos lábios,e no momento que este se tocaram as nossas línguas entrelaçaram-se ficando em prefeita sintonia.Apenas separámos as nossas bocas quando precisámos de recuperar o fôlego.-E agora?



Rúben-Agora vamos para nossa casa.



Diana-
Só?


Rúben-Só o quê?



Diana-Estou admirada por não estares todo cheio de mistérios.-caminhávamos em direcção ao carro.-E agora podes me explicar melhor o que passou ali no relvado que ainda nem caí em mim.-sorri quando ela disse isto.



Rúben-Eu pedi-te em casamento e tu aceitas-te.-entrámos no carro.



Diana-Isto precebi,mas gostava que me explicasses o porquê de ser hoje?Alguma razão em especial?



Rúben-Amor não há razão nenhuma,tu sabes que já tenho andando a falar sobre este assunto há uns
messes.E tu até há uns messes não achavas piada a esta ideia,e isto mudou.E por este simples facto de ter mudado não me deixou dúvidas que isto era algo que ambos queriámos.



Diana-Eu não sabia que fazer quando te vi a vir na minha direcção.Sabia lá o que passava por esta tua cabeça.




Rúben-Foi sem esperar.Nem tinha planeado te pedir em casamento ali.Mas a resposta foi um "sim" ,e é isto que importa.



Diana-Olha que por momentos fiquei mesmo sem conseguir falar,tu viste a quantidade de gente que estava a olhar para nós.



Rúben-E eu preocupado com isto.Para mim o que conta é que aceitas-te mais nada.



Diana-Mas foi um pedido de casamento no meio do estádio da Luz.-olhou para o telemóve.-Tinha uma chamada da minha mãe,voltei a ligar ela não me atendeu.



Rúben-Amor o teu pai não vai ficar chateado por eu te ter pedido em casamento sem ter falado com ele?



Diana-Quanto a isto não te posso prometer nada.Não sei se sabes, mas o pai só me tem uma menina,e sempre disse que eu era a menina dele.Por isto eu se fosse a ti ficava preocupado.



Rúben-A sério?-estacionei o carro.



Diana-Amor não te posso prometer nada.Mas fica descansado que ele não retirar a caçadeira que tem no
sótão.



Rúben-Ele tem uma caçadeira?



Diana-ela ria.-Obviamente que ele não tem uma caçadeira em casa.-saímos do carro e entrámos dentro do elevador.-Eles ficaram todos surpreendidos.A Mafalda começou logo com os planos ,mas coloquei o pé no travão senão ela iria passar o tempo todo a chatear-me por causa de flores.



Rúben-Sim,para as reuniões, ela fica com o casalinho Duartinho e

Filipa
.-ela ia colocar a chave na fechadura mas impedi que ela assim o fizesse.-Espera aí.




Diana-Eu já estava há espera destas coisas.Diz lá o que vou ter que fazer.



Rúben-Vou abrir a porta e tu vais fechar os olhinhos.

Ela assim o fez,abri a porta e encaminhei ela para a sala.Ela abriu os olhos e viu tudo o que tinha preparado.

OLÁ :)
Quero disser que GRANDE OBRIGADA A TODAS!
Nem imaginam o quanto significou para mim e vossos comentários,e seria óptimos ter as vossas opiniões neste capitulo também ;).
Espero que gostem do capitulo.:
Beijinhos para todas .
Rita

sábado, 26 de novembro de 2011

Capitulo 57


(Diana)
Ontem não saí mais de casa. A Filipa ainda passou por cá depois do jantar, mas tinha de ir buscar o seu vestido de noiva a casa da Mafalda, e acabou por ir embora. Os preparativos andavam a cem à hora. A Mafalda apesar do ter o seu emprego arranjava sempre maneira de tratar de tudo.
Eu hoje ia começar esta nova fase, a “fase dos comentários". Apesar do jogo ser há tarde tive de ir de manhã para o trabalho. Estive a fazer o Benfica10H, e depois estive a conversar com o Luís. Ele esteve a dizer-me todos os detalhes das transmissões dos jogos. Eu não iria aparecer na Tv, pois quem estaria em plano seria o Afonso e o Nuno. A Filipa telefonou-me a meio da manhã, a dizer que tinha de ir urgentemente para casa dela. Não me disse o que se passava, só que tinha de lá ir. Disse-lhe que quando o trabalho acaba-se iria, e assim o fiz. Quando lá cheguei ia bater à porta mas ela abriu-a antes que eu o fizesse. Assim que me viu puxou-me pelo braço fazendo com que eu entrasse na sua casa.
Diana
Filipa



















Filipa-Estava a ver que não chegavas.


Diana-Olha desculpa ter estado a trabalhar! -levou-me até à sala. -E tu não foste trabalhar?




Filipa- O que é que achas...a semana passada fiz umas horinhas extra, hoje fiquei em casa!




Diana-humm e o que é que eu estou aqui a fazer? O que é assim tão urgente?



Filipa-Nada.




Diana-Tu telefonas-me a disser que tenho de vir para a tua casa, dizes que tens algo urgente para me dizer e depois chego aqui e nada?!



Filipa-Sabes eu preciso de ajuda...




Diana-Para?-eu já estava a notar ali alguma coisa de estranho.



Filipa-Para....para...-olhou em volta.




Diana-Tu por acaso estás a tentar arranjar uma desculpa?




Filipa- Não! Eu preciso da tua ajuda para escolher as músicas, para o casamento.




Diana-Oh Filipa ,não é por mal…mas porque não tratas disto com a Mafalda.




Filipa-Porque tu percebes mais de música! E disseste que se precisasse de alguma coisa, ajudavas!



Diana-Pronto eu ajudo.





(Filipa)
Consegui convencer a Diana a ficar lá em casa.


Filipa-Vou à casa de banho sim?



Diana- Ok, eu fico aqui a ver mais umas músicas. - disse com o olhar  no PC.



Filipa-Já volto! - cheguei à casa de banho e peguei no telemóvel- Rúben?



Rúben- Olá, ela já está aí?




Filipa- Já, mas estava difícil convence-la a ficar cá! Devias preocupar-te!




Rúben- Já estou habituado. -riu. - Obrigado a sério.




Filipa-De nada, mas diz lá quando é que ela pode ir embora.




Rúben- Até ela ter que ir para o trabalho.





Filipa- Mas isso é lá para as cinco da tarde! Não sei se conseguo aguenta-la aqui tanto tempo…




Rúben-Vá lá, ela não pode vir cá. Tenho ainda muitas coisas para tratar, e se ela aparecer cá está tudo estragado!



Filipa- Pronto, eu vou arranjar qualquer coisa.



Rúben- Mais uma vez, obrigado!





Filipa- De nada. E faz isso bem feito, ela merece!




Rúben- Obviamente. Vá xau.





Filipa- Xau. -desliguei e voltei para a sala. - Já voltei.



Diana-Filipa eu já fiz a lista. Agora vou para minha casa.




Filipa-Não!-ela olhou para mim espantada.




Diana-Estás bem?




Filipa- Estou. Preciso é da tua ajuda noutra coisa.





Diana- Ajuda em quê?




Filipa- Vamos escolher a bijuteria que tenho de levar no dia do casamento.




Diana- A sério?




Filipa-Sim, e tu vens comigo vá! - agarrei na mala dela e na minha e fomos embora. No carro vi que ela não estava muito entusiasmada para ir a lojas, e tenho de confessar que nem eu estava, mas tinha dito ao Rúben que ela estaria sempre comigo. E não ia faltar à minha palavra.



Diana-Filipa passa-se alguma coisa?-entrámos na primeira loja.




Filipa-Não...




Diana-Não parece!-na minha cabeça tentava encontrar uma boa desculpa.




Filipa-É apenas nervos. O casamento está quase aí e fico com uma grande ansiedade. E estar contigo a tratar do último preparativo deixa-me um pouco mais descansada!-peguei num par de brincos. -Gostas?




Diana-Sim,são giros.E já precebi, por isso fico contigo. Mas daqui a pouco temos de ir almoçar.



Filipa-Vou só pagar e já vamos.



Fui pagar o par de brincos que iria levar no dia de casamento e fomos almoçar. Á tarde fui-lhe mostrar o lugar onde ia ser o copo-de-água  e a cerimónia, pois foi as únicas coisas que me consegui lembrar.





(Diana)
Passei a tarde com a Filipa, a dar voltas de um lado para o outro. Ela arranjava sempre qualquer coisinha para fazermos, e como lhe tinha dito que se precisa-se de alguma coisa eu iria ajudar ,tive de cumprir a minha promessa. A  hora do trabalho chegou e tive de ir para a Catedral. Enquanto o jogo não começou entrei várias vezes em directo para a BenficaTv no relvado. Estive com os adeptos, falei sobre as espectativas para o primeiro jogo do ano, e o que estavam a achar do campeonato em geral. Os jogadores acabaram por chegar, e obviamente que o Rúben veio aquecer com o  resto do plantel. Ele quando voltou para os balneário passou por mim e como não estava em directo veio cumprimentar-me.



Diana- Olá. -colou os nossas lábios por breves segundos.




Rúben- Olá,hoje tive pouco tempo contigo!-ele tinha aquele tão característico sorriso no rosto.




Diana- A Filipa andou comigo de um lado para o outro por causa do casamento. É o que dá ser madrinha! A ti é que não te calha nada disto.





Rúben-Quanto a isso tive sorte! Amor tenho de ir, mas depois tenho uma coisa especial para ti.







Diana-Sabes que não gosto de surpresas.




Rúben-Desta vais gostar.



Diana-E não há nada que possa dizer que vai mudar isto pois não?-ele acenou com a cabeça em sinal negativo. Vi os outros jogadores a entrar. -Até já amor.- despedi-me dele e entrei em directo. O jogo estava prestes a começar e fui para o local onde iria estar durante estes próximos noventa minutos. Fui para perto da área onde se batia os cantos. Estava a cerca de quinze metros do campo. Ao meu lado estavam imensos jornalistas que iram fazer relatos para rádios e fotógrafos. Respirei fundo e comecei a  fazer a emissão.Com o microfone na minha mão, ia dizendo como estava o ambiente no estádio e quando começou os primeiros minutos de jogo tive a noção de que na primeira parte eu ira estar perto da baliza do Braga. Fui fazendo pequenos comentários. Estes eram quase sempre respostas a perguntas colocadas pelo Nuno, que estava nos estúdios. O Benfica bem que tentava fazer com que a bola tocasse nas redes do adversário. Estava quase a acabar a primeira parte do jogo e eu como não estava a fazer comentários do jogo, encontrava-me com os olhos pregados nos jogadores do Benfica que estavam agora já dentro da área do Braga. O Gaitan faz uma óptima assistência para o Rúben e ele marcou. O estádio todo não perdeu tempo para festejar o golo. Ele quando viu a bola a entrar na baliza começou a correr. Passa por meio daqueles jornalistas que estavam sentados perto do relvado. Chega perto de mim e coloca as suas mãos na minha cintura e puxa-me para ele. Fazendo com que o meu corpo bate-se contra o dele.




Rúben-Casas comigo?




Diana -O quê?!



Olá :)
Meninas aqui tem este capitulo,e como foi uns que gostei de escrever,queria que fosse o que obteve mais opiniões vossas :PPode ser?
Obrigada a todas



P.s-Obrigada Ritááá  :)



quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Sorry...

Olá meninas.
Quero primeiro disser que agradeço imenso a todas que lêem  a minha Fic.
Eu entrei nisto das fic´s sem saber ao certo o que realmente era isto de escrever.
Descobri  um grande gosto pela escrita.Eu com a Mafalda e a Filipa,fomos escrevendo alguns capítulos juntas e quando elas não podiam escrever ajudavam no que podiam.
Tenho escrito mais alguns capitulos(não muitos),irei os postar.Sinto que tudo o que tenho escrito está horrível, e não estou a escrever como escrevia antes.E acreditem que odeio que a situação assim esteja,mas há coisas que ,infelizmente,não posso mudar.

Não estou numa boa fase,sinto que tentei e não valeu a pena.Não pretendo fazer-me de "coitadinha" nem nada de isto,apenas vos disser o que sinto realmente, pois são vocês que estiverem sempre "aqui".
Nestes últimos dias tenho colocado em causa o fim da Fic.Ainda não sei se o irei fazer.Por isto não vos posso dar nenhuma decisão final.
Agradeço imenso aquelas que sempre leram vocês vão ser sempre relembradas,juro que sim.
Beijinhos

Rita

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Capitulo 56


(Diana)

O ano passou num piscar de olhos.Para a entrada em 2012 convidei a minha família, a família do Rúben,a Mafalda,o Gonçalo e a Filipa com o Duarte ,para irem a minha casa jantar.Tal como esperava o Pedro nem se dignou a aparecer.Não gostava de ter esta relação com o meu próprio irmão, mas  não o podia o obrigar a falar comigo.Tive bastante tempo sem o ver ,e achei que este tinha sido suficiente para colocar todas aquelas coisas que tinham sido ditas para trás das costas,mas pelos vistos não.
A  minha mãe ligava-me todos os dias.E quando lhe disse que hoje voltava ao trabalho ficou toda contente.Tenho de confessar que ver os meus pais felizes com o meu trabalho, me deixava satisfeita .Depois de lutar contra todos, consegui ter este óptimo trabalho,e ter a "aprovação" dos meus pais.Hoje ia voltar ao trabalho,o que me deixava com grande ansiedade.Queria tanto voltar a estar naqueles estúdios,com o tele ponto na minha frente e o auricular no ouvido.Era ali que me sentia confortável.Ia começar a manhã com uma reunião.Esperava que quando esta tivesse terminado eu pudesse ir logo para o estúdio e começar a trabalhar.
Foi o Rúben quem me acordou.Já estava vestido,veio me avisar que tinha o pequeno-almoço na mesa.Levantei-me tomei um duche,vesti-me e foi para a cozinha.Tomei o pequeno-almoço e sem perder tempo fui buscar a minha mala e voltei para a cozinha para me despedir dele.
Diana
Ruben



Diana-Amor tenho de ir.-cheguei perto dele.




Rúben-Já?-levantou-se.-Ainda é cedo.




Diana-Eu sei de isto,só que não quero chegar atrasada à reunião.





Rúben-Queres que te leve?





Diana-Não.Porque não sei quando vai acabar a reunião.Vá,txau.-beijei-o.





Rúben-Adeus.




Fui para o meu carro e segui para os estúdios.Entrei nos estúdios,olhei para cada recanto destes e fui acenando às caras conhecidas que também faziam o mesmo.Vi o Luís de costas e fui ter com ele.Toquei-lhe no ombro esquerdo,ele virou-se ficando de frente para mim.



Luís-Diana!-cumprimentou-me.-Há tanto tempo.Feliz ano novo.



Diana-Obrigada.Para ti também.Fogo,eu tinha tantas saudades de estar aqui.-olhei em volta.





Luís-Agora vais ter tempo para matá-lhas todas.-sorriu.




Diana-Ainda bem.Vamos ter reunião agora,certo?



Luís-Certo.-olhou para o relógio.-Vamos para sala?




Diana-Sim,sim.Olha desculpa se estou a ser cusca,mas sabes se vai mudar alguma coisa no meu horário?


Luís-Isto agora na reunião é que vais saber.




Diana-Vá lá.





Luís-Não te posso adiantar muito.O que apenas posso te dizer é que a BenficaTv vai ter alguma coisas novas.-chegámos perto da sala onde ia ser a reunião.-Agora já vais ficar a saber.-bateu à porta e abriu.-Tenho a Diana comigo.Quem é que falta?




Pedro-A Ana e o Nuno.



Cumprimentei todos ,e sentei-me numa das cadeiras em volta da longa mesa de madeira escura.Depois daquela conversa com o Luís, tinha ficado mesmo com a pulga atrás da orelha.Quando  estavam todos na sala ,chegou o Presidente da BenficaTv.O senhor Ricardo Palacín.Fez um pequeno discurso.E de seguida distribuiram folhas,nestas estavam os programas defenitivos para cada jornalista.Recebi aquela folha  com grande entusiasmo.Continuei encarregue do Benfica10H,ia fazer um dos programas da tarde "Em Linha".Mas uma das coisas que fiquei sem entender.Foi relato de jogo,vi aquilo e engoli em seco.Eu fazer relato de jogo....A coisa não ia correr bem.E  como já havia jornalistas para isto,fiquei mesmo sem perceber.Um deles era o Nuno,e como estava ao meu lado,perguntei-lhe se ele ainda estava encarregue de isto.Ele respondeu que sim.O que me fez alguma confusão,se já havia jornalistas para fazer relato, que raio eu ia para lá fazer?

O Presidente saiu da sala e o Luís ficou no seu lugar.





Luís-Bom dia a todos.Foi vos dado uma folha onde estão os programas que cada um está responsável.Como devem ter visto houve algumas mudanças.Estas foram:o Afonso passou a ficar encarregue do Benfica21H,a Susana passa a fazer as gravações da "Zona de decisão".E para além das mudanças, houve também novos programas.Temos o Nuno e Francisco que  vão estar encarregues dos relatos de jogos do Benfica, e de todos os jogos internacionais, e a outra novidade.É o facto de a partir de agora haver um jornalista da BenficaTv no campo a fazer comentários do jogo.





Diana-Desculpa interromper Luís.






Luís-Não faz mal,esperei perguntas da tua parte,pois és tu que estás encarregue de este cargo.





Diana-Pois,mas eu vou estar no campo?





Luís-Sim,onde estão os outros jornalistas, que fazem relatos para o rádio por exemplo.




Diana-Ah, está bem.Obrigada.





Luís-De nada.




O Luís ainda ficou a falar mais um pouco.Disse que podíamos sair e mais de metade da sala assim o fez.
Eu levantei-me e fui ter com ele.




Diana-Luís isto está certo?




Luís-O quê?





Diana-Eu a fazer relatos?





Luís-Diana não é bem relatos,pois quem está encarregue de isto é o Nuno e o Afonso.Vais estar no campo ,e vais referindo como está o ambiente no estádio e quando houver dúvidas,por estares mais perto do relvado irás dar o teu comentário.Vais dar o teu comentários sobre o jogo.



Diana-Luís,tu sabes que eu gosto imenso deste trabalho.Mas não sei se isto vai correr bem.





Luís-Não tenhas duvídas,demos-te esta responsabilidade, pois sabemos que vais conseguir.





Diana-Eu vou tentar me desenrascar .Vai ser em todos os jogos?





Luís-Não,apenas na Luz.








Diana-respirei de alívio.-Ufa ainda bem,não queria andar em estádios de adversário.Pois a última coisa que eles  querem ver é um lampião.-rimos.





Luís-Podes ficar descansada que isto não vai acontecer.Hoje o Benfica10H não ficou ao teu cargo, mas espero por ti para fazer "Em linha".





Diana-Óptimo.Diz-me só a que horas tenho de estar cá?





Luís-Aparece perto da uma e meia da tarde.




Diana-Aqui estarei.Adeus.



Luís-Xau.




Despedi-me de alguns dos jornalistas que tinham ficado na sala e fui para casa.Pelo caminho para o carro fui escrevendo uma mensagem para o Rúben.



De:Diana<3
Para:Amor(im)
Olá amor :)
Estás em casa?
Beijinhos
Diana


Depressa recebi a sua resposta.


De:Amor(im)
Para:Diana<3
Olá mor
Ya,e tu vais demorar muito?
Bj
Rúben


De:Diana<3
Para:Amor(im)
Estou a ir para casa.
Daqui a pouco estou ai.
beijo




De:Amor(im)
Para:Diana<3
Fico à tua espera. ;)
bj


Em  poucos minutos estava a entrar a porta de minha casa.


(Rúben)
Depois de ter tido o habitual treino vim para casa.Estive a fazer um lanche e vim ver um pouco de TV.Recebi uma mensagem da Diana a avisar que estava perto de chegar.Dali a pouco estava já na sala.



Diana-Olá meu amor.-sentou-se ao meu lado e beijou-me.




Rúben-Então como correu a reunião?





Diana-Olha nem sabes.A BenficaTv quis criar umas coisas novas, e  calhou-me ir para o campo e ir dando opiniões do jogo.-eu estava a beber um pouco de refrigerente quase me engasguei.-Estás bem amor?




Rúben-Tu.-dei uma gargalhada.-Tu vai fazer relatos?




Diana-Não,vou fazer comentários do jogo.




Rúben-Vais fazer relatos.-eu não consegui controlar as minhas gargalhadas.





Diana-Importas-te de parar de rir!Eu já disse que não vou fazer relatos.-eu continua a olhar para ela e a rir.Eu bem que controlava mas tinha alguma graça imaginar ela a fazer relato.-Pará de rir Rúben.,se faz favor-levantou-se.



Rúben-Desculpa.Mas imaginar tu a gritares golo sem respirar durante séculos.Tem a sua piada.



Diana-Deve,deve.Já disse que não vou fazer relatos.



Rúben-Pronto eu não gozo mais.Agora senta-te.-ela voltou a sentar-se ao meu lado.-E como vai correr isto ?






Diana-Então vou estar no campo durante os jogos,e ás vezes vou dando opiniões para os que estão a relatar o jogo.E continuo sem preceber a piada.-ela estava com um ar sério.





Rúben-Já parei de rir não foi?E vais ir a todos os jogos?




Diana-Não, só os na Luz.




Rúben-E quando vais começar?





Diana-No próximo jogo já vou estar perto do relvado.Estou com medo de isto correr mal.





Rúben-Desde que estejas com estes olhinhos bem abertos e prestares atenção ao jogo e ás bolas para não apanhar com nenhuma na cabeça.-ela levantou-se e fui embora.-Diana.-levantei-me e fui atrás dela.-Amor.-entrei no quarto.




Diana-Tu quando queres és um parvo.




Rúben-Amor estava só a brincar.




Diana-Mas estas brincadeiras são infantis,parvas,tontas.-puxei pelo braço fazendo com que o seu corpo  se colá-se  ao meu.E a calei-a com um beijo mas ela acabou por separar as nossas bocas.-Óh Rúben pensas que dizes aquelas coisas e depois vens com beijinhos.



Rúben-Amor eu já te disse que estava a brincar contigo.




Diana-Eu estava a falar do meu trabalho Rúben ,e tu achas que é altura para gozar.




Rúben-Hey também não precisas de exagerar foi apenas uma brincadeira.




Diana-Olha eu não tenho paciência.-pegou na sua mala e foi em direcção da porta.Mas puxei pelo seu braço esquerdo,fazendo com que ela parasse.




Rúben-Vais ir embora?




Diana-Vou,e como não aceito que me deias ordens,não digas nem mais uma palavra.-e saiu porta fora.Ela quando queria era mesmo teimosa.Ficar chatiada com uma simples brincadeira.Atirei-me para a cama.



(Diana)
Com aquela "brincadeira" do Rúben fiquei sem paciência e saí de casa sem nenhum rumo.Cheguei ao carro e dei um valente soco no volante do carro.Não sei se tinha fervido em pouco àgua ou tinha mesmo  razão.Talvez por ter colocado demasiadas expectativas neste dia ,que isto vez com que ficasse de mau humor.Liguei o carro e decidi ir até à casa da Mafalda.
Nem toquei à campainha,bati à porta.E ela logo veio abrir.



Mafalda-Ó mulher isto não é o portão de uma quinta.-disse assim que me viu.





Diana-Desculpa,mas posso entrar.





Mafalda-Nem precisas preguntar.-fui para a sala,atirei a mala para o sofá e sentei-me neste.-O que se passou?





Diana-Foi o Rúben.




Mafalda-Podes ser mais clara.-sentou-se ao meu lado.






Diana-Eu hoje tive reunião para a BenficaTv e agora vou passar a estar no campo a dar comentários do jogo.






Mafalda-Vais fazer relatos?





Diana-Olha-me outra...-cruzei os braços.-Eu não vou fazer relatos.Foi porque o Rúben fez o mesmo comentário que tu quando lhe disse, que estou aqui.





Mafalda-Diana ele devia estar só a meter-se contigo.





Diana-Desculpa lá, eu pedi-lhe para não fazer mais observações daquelas e ele continuou.E depois ainda me veio com beijinhos.Faz porcaria e depois vem com beijinhos.




Mafalda-Tu também estás a ser mazinha.




Diana-Eu é que estou a ser mazinha?!Ele diz para eu ter cuidado e ver se na levo com uma bola na cabeça.-vi na sua cara que tentava controlar as gargalhadas.




Mafalda-Desculpa.Mas tem um pouco de piada.




Diana-Mafalda eu vim aqui para não estar ouvir as mesmas conversas que o Rúben me disse.




Mafalda-Eu não digo mais nada.Olha já almoças-te?



Diana-Não.Com isto tudo nem me lembrei de almoçar.



Mafalda-Tenho comida suficiente para ti,almoças comigo?




Diana-Não tenho muita fome.




Mafalda-Não sejas parva, vais comer.Anda cá.-levantou-se e puxou pelo meu braço.


Ela levou-me para a  cozinha,e só descansou quando comi o que ela me colocou no prato.O meu telemóvel tocou algumas vezes.Era o Rúben e por isto nem atendi.Quando chegou perto da uma e meia fui para os estúdios fazer o programa.

Acabei as gravações e pensei ir para casa mas vieram me avisar que o Jorge Jesus e um dos jogadores iria fazer uma ante visão do jogo.Peguei no microfone e auricular e fui para a sala de conferências.Pelo auricular ia me dizendo quais as questões que eu teria de perguntar.Estar naquelas salas era quase como estar numa luta de abutres.Assim que chegava o treinador tudo lutava para serem ouvidos.Eu nas primeiras vezes que tive de fazer estas entrevistas não me sentia muito confortável,mas agora já estava um pouco habituada.O Jorge Jesus chegou e atrás dele veio o Rúben.Tinham acabado o treino e vinham fazer a conferência de imprensa.Eu quando o vi só pensei:"Eu hoje estou mesmo com sorte".Ele sentou-se  na mesa e eu continuei no meu lugar.Fiz uma pergunta ao Jorge Jesus e nesta altura foi quando o Rúben reparou que eu estava naquela sala.Por breves segundos os nossos olhares cruzaram-se.Continuei a fazer o meu trabalho,tive mesmo de lhe  fazer uma pergunta .Era um pouco difícil  estar chateada com ele e agora a tratá-lho por "você".Acabou a conferência e preparei-me para ir para minha casa.



Rúben-Diana.-olhei para trás.-Desapareces-te ,e nem atendes-te aos meus telefonemas.




Diana-Se calhar porque não queria atender.



Rúben-Vais queres mesmo continuar com isto?



Diana-Rúben ,eu não quero discutir contigo no meu local de trabalho.Vou para casa.



Rúben-Vamos.




Diana-Eu vou no meu carro, tu não sei.




Rúben-Eu vou no meu Falamos em casa.




Diana-Está bem.-sai da sala de conferencias e fui para casa.Cheguei alguns minutos antes do Rúben.Fui para o chuveiro,estava mesmo a precisar de um banho.O Rúben chegou eu ainda estava no chuveiro.
Depois de o ter ouvido entrar veio bater à porta da casa de banho.






Diana-Sim?-gritei.




Rúben-Vais demorar muito?



Diana-Não sei.



Rúben-Quero falar contigo Diana.-saí do chuveiro peguei numa toalha e enrolei-a em volta do meu corpo.




Diana-Pois,mas não sei quando vou sair.-começei a secar o cabelo.Ele abriu a porta e entrou na casa de banho.-Tás parvo.Sai!




Rúben-Eu não vou sair daqui ,até estar tudo resolvido.



Diana-Rúben se não te importas deixas-me sozinha ,sim?





Rúben-Eu até que me importo.E não quero continuar a levar com o teu mau humor por causa de uma brincadeira.




Diana-Que não teve piada nenhuma.




Rúben-Amor eu sei que tu não achas-te piada.Já te pedi desculpas, e tu continuas a falar comigo com duas pedas na mão.Não foi coisa para isto Diana.



Diana-Agora  sou uma exagerada?Eu disse que não tinha gostado da brincadeira ,e tu continuas .E isto sim chateou-me.






Rúben-Como disse não o fiz por mal ,e tu podias perceber que apenas estava a meter contigo.



Diana-Mesmo assim não gostei Rúben.E se não te importas quero acabar de me vestir.Podes sair?




Rúben-Tu és mesmo teimosa.-virou costas e fechou a porta com alguma força.

(Rúben)
Tentei falar com a Diana mas não adiantou nada.Ela continuou com aquela atitude.Fui para a sala peguei no comando e começei a passear pelos canais.Não prestava atenção a nenhum deles,e  acabei por desliar a Tv e atirar o comando para um canto qualquer.Ouvi os seus passos mas nem me mexi.Ela passou por mim e não disse nada,entrou na cozinha e lá ficou.Não me consegui conter e fui para lá.
Entrei na cozinha e fiquei a olhar para ela.Andava de um lado para o outro.



Diana-Rúben,vais ficar aí a olhar?-parou e olhou para mim.



Rúben-Estou em minha casa,não posso?



Diana-Rúben queres que vá?





Rúben-Vá para onde?



Diana-Que vá embora.




Rúben-Tu estás a perguntar-me se eu quero que tu vás embora da nossa casa?




Diana-Estou.




Rúben-É isto que tu queres ,ir embora?




Diana-Não sei.Até hoje não queria, só que agora não sei Rúben.Queres que eu vá?



Rúben-Diana eu não quero que vás,mas não te vou obrigar a ficares.





Diana-Eu não quero ir Rúben,mas eu não quero estar a discutir contigo.





Rúben-cheguei perto dela.-Então se tu não queres ir e eu não quero que tu vás.Não vamos complicar isto.




Diana-Mas eu não gostei da tua bincadeira.-deu-me um "toque" no ombro direito.E eu sorri com a cara que ela fez.Fingiu estar amuada.-E continuas a rir.





Rúben-Amor o  que tem piada é a cara que fazes.-coloquei a minha mão direita na sua cintura.





Diana-Deve ter uma piada....




Rúben-Acredita que tem.Já não estás chateda?



Diana-Se prometeres não gozar mais com o meu trabalho, talvez deixa de estar com esta cara que tanto achas piada.





Rúben-Eu não gozei.-cheguei o seu corpo para perto do meu.-Estava apenas a meter-me contigo.




Diana-Era,era.






Rúben-Estou a sério.Eu apesar de ter dito aquilo,na brincadeira,gosto da ideia de  ires fazer comentários sobre os jogos de futebol.-ela sorriu.




Diana-Eu também gosto da ideia,mas é algo que nunca fiz.Espero que corra bem.





Rúben-Vai correr ,tu gostas do teu trabalho ,e se te empenhares vais fazer um bom trabalho.Mas já no próximo vais ir para o relvado?




Diana-Sim,apenas os na catedral. Vou estar onde os fotografós e os outros jornalistas estam.Tu deves sabes onde isto é.




Rúben-Sei quando estamos a jogar aquilo está cheio de eles.



Diana-E amanhã já faço parte de eles.Se corre mal Rúben..





Rúben-Não vai correr mal.Tens de pensar positivo.Não é que estás sempre a dizer.


Diana-E verdade.Desculpa ter sido uma parva à tarde.-deitou a sua cabeça no meu ombro.



Rúben-Não faz mal.E agora que já está tudo bem,podes me dizer onde estavas esta tarde?




Diana-Em casa da Mafalda.Anda louca por causa daquele casamento,quando saí de lá estava ao telefone por causa do lugar do copo de água.





Rúben-Pelo menos a Filipa não tem tanto trabalho,e pelos vistos a Mafalda faz isto por gosto.



Diana-Ela disse que até no meu casamento fica encarregue de tudo.-olhei para ela espantado.-O que foi?




Rúben-Pela primeira vez foste tu quem falou em casamento.



Diana-E?




Rúben-Para quem nem conseguia pensar neste assunto ,iniciar uma conversa  com este tema mostra alguma coisa de diferente.






Diana-Mostra apenas que tal como te disse iria tentar não ver tudo da maneira de antes.Apenas isto.





Rúben-O que é óptimo.



Diana-É...agora o menino vai me deixar terminar o jantar?





Rúben-Não preferes que eu te ajude?




Diana-Se quiseres.-olhei para o relógio.



Rúben-Se calhar vou passar pelo centro.




Diana-Deu-te um vontade repentina de ires lá?




Rúben-Já não vou lá a algum tempo.




Diana-Uhmm ok.-deu-me um beijo.-Então até já.




Rúben-Adeus.




Peguei nas chaves e saí.


Olá :)
Aqui tem mais um capitulo,espero que gostem :P
Beijinhos
Rita


sábado, 19 de novembro de 2011

Ajudem o Gustavo

Olá Meninas :)
Espero que estejam todas bem e a aproveitar este fim de semana. ;)
Hoje quero fazer um apelo a todas vós.
Como já devem saber o filho do Carlos Martins sofre de uma aplasia medular situação que se agravou.E que teve como consequência a falência da medula,e por isto necessita de um transplante.
Vamos ajudar este menino de três anos a encontrar um dador de medula óssea.
Tal como o Gustavo existem muitos outros que precisam da nossa ajuda,refiro aqui o Gustavo pois é um caso que tem unido Portugal.
Eu vou fazer a minha parte,porque ver o pequeno Gustavo e tantos outros a passar pelo mesmo deu-me uma grande vontade de poder ajudar.
Façam o mesmo, ACREDITEM vocês vão ajudar todos aqueles que precisam.
Hoje  eles,amanhã pode ser um dos nossos entes queridos. :)
Aqui podem ter mais informações:
http://www.facebook.com/vamosajudarogustavo
Espero que todos colaborem :)
Beijinhos para todas.
Rita